Inúmeros estudos têm buscado compreender as substâncias presentes nos mais diversos alimentos: carnes, verduras, legumes, etc., a fim de encontrar os benefícios que cada alimento pode trazer para a saúde humana. Uma das substâncias mais estudadas é o chamado Ômega 3, embora muitas pessoas ainda desconheçam a importância de fazer uso dele.

O que é ômega 3?

O Ômega 3 compõe um grupo de ácidos graxos poli-insaturados, também chamados de Óleos Essenciais. Por não ter como serem sintetizados pelo nosso organismo, devem ser ingeridos em forma de gordura. Para fazer a ingestão dele, é necessário tomar conhecimento dos alimentos que contém ômega 3.

É preciso lembrar que o corpo humano não tem capacidade de produzir ômega 3 naturalmente, então é fundamental que seja ingerido através dos alimentos, para ajudar na manutenção de uma boa saúde e bem estar.

Por que é importante consumir ômega 3?

O ômega 3 pode ser dividido em 3 tipos, sendo dois deles de cadeia longa: o ácido eicosapentaenóico (EPA), que exerce função anti-inflamatória e previne problemas no coração e de circulação; e o ácido docosahexaenóico (DHA), com função antioxidante e grande benfeitor do nosso cérebro, estimulando atividades como o raciocínio lógico e ativador das conexões com os neurônios.

O terceiro ácido é de cadeia curta, o ácido alfa-linolênico (ALA) , que pode ser convertido em ácido eicosapentaenoico ou docosahexaenóico, quando em contato com o organismo humano.

Além dos benefícios já mencionados, o ômega 3 pode ser um grande aliado daqueles que buscam cuidar da saúde do coração e cérebro.

Neste ponto, estudos indicam que o ácido auxilia nos estímulos cerebrais, em que aquele que o ingere tende a ter maior capacidade de memória e concentração, além de melhorar sua capacidade criativa e de aprendizado.

Estudos feitos levantaram algumas outras vantagens de fazer uso do ômega 3, pois são grandes controladores de problemas como depressão e ansiedade, uma vez que age diretamente no nosso cérebro.

Quando nosso cérebro está carente de ômega 3, tende a piorar quadros como esses, então o ácido ajuda a estimular a produção de massa cinzenta no nosso cérebro, e, consequentemente, a melhora desses quadros.

Os benefícios se estendem ainda mais quando mencionamos as melhoras que são obtidas no sistema circulatório, pois o ômega 3:

  • Evita a formação de trombos (coágulos) no nosso sangue,
  • Diminui as chances de ter entupimentos nas veias e acidentes vasculares cerebrais (AVCs)
  • Ajuda no controle da tensão pré-menstrual, defesa do tecido ósseo e saúde ocular, que, dentre outras coisas, precisa de substâncias que auxiliem no controle da degeneração ocular e problemas recorrentes como olhos secos,
  • É a grande chave de uma boa saúde ocular.

É importante ressaltar que existe uma dose adequada para o consumo. Um ser humano adulto pode consumir 250 mg e os mais jovens podem consumir 100 mg. Gestantes podem consumir até 450 mg do ácido graxo.

Alimentos ricos em ômega 3

É fácil encontrar alimentos que contêm ômega 3, contudo, alguns deles possuem concentração maior do ácido. Por isso, separamos uma lista com 5 dos maiores alimentos que possuem o ômega 3:

  • Peixes: nos peixes, sem dúvida, estão as melhores formas de obter o ômega 3, principalmente aqueles encontrados em águas mais frias. A explicação para este fenômeno se dá pelo fato de que por viverem em condições mais extremas, acabam produzindo acúmulo de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas. Com isso, a produção de ômega 3 aumenta muito mais do que em outros peixes. Entre os principais peixes de águas frias, pode-se destacar arenque, a sardinha, o linguado, o salmão e o atum, por produzem uma quantidade muito superior do ácido.
  • Alimentos oleaginosos:  os alimentos oleaginosos são ricos em ômega 3 por oferecerem em sua composição as gorduras poli-insaturadas. Dentre eles, destacam-se as castanhas, amêndoas e avelãs. Podem ser encontrados através de processos industriais, mas recomenda-se a ingestão dos oleaginosos in natura e ainda com a casca. Recomenda-se ainda que estes sejam abertos somente na hora de consumir, uma forma de garantir que as propriedades desse alimento sejam perdidas.
  • Linhaça: a linhaça é utilizada nas cozinhas brasileiras e muitas vezes há o desconhecimento dos benefícios que esta semente pode trazer ao corpo humano. Um alimento rico em fibras e proteínas, é também um grande fornecedor de ômega 3. O consumo pode ser feito na forma de semente (forma que a maioria das pessoas já conhecem) e também pelo óleo de linhaça.
  • Couve: alimento já bastante consumido pelos brasileiros em forma de salada, é rico em cálcio, vitamina A, betacaroteno e também de ômega 3. Dentre os vegetais verdes que já conhecemos, a couve está no topo daqueles que mais apresentam ômega 3 em sua composição. É preferível que seja consumido cru, para que todas as propriedades desse vegetal sejam conservadas.
  • Óleo de avestruz: esse óleo é um grande aliado daqueles que desejam emagrecer naturalmente e sem recorrer a produtos milagrosos, além de ajudar no controle de problemas como colesterol e triglicerídeos. Em geral, é extraído de uma bolsa de gordura que os avestruzes têm na região abdominal e são vendidos em forma de cápsulas, geralmente em lojas de produtos naturais físicas ou online. No que tange o ômega 3, é conhecido por possuir o ômega 3 e outros ômegas como o 6, 7 e 9. Juntos, auxiliam na regeneração celular, na prevenção de diversas doenças e na melhora de alguns aspectos neurológicos, como a memória e o bem-estar mental.

Com todas essas informações, fica bastante evidente que o ômega 3 é um grande aliado daqueles que desejam manter sua saúde em dia e de forma natural, sem buscar meios duvidosos que prometem resolver problemas de saúde de forma milagrosa.

Ressalta-se aqui a comprovação dos inúmeros estudos feitos em cima desse óleo essencial, que garantem a validade de seu consumo.

O uso dele não é restrito a apenas um grupo de pessoas, mas sim para todas as idades, uma vez que traz benefícios que podem ser aproveitados de várias formas, seja pelo organismo de uma pessoa jovem ou de mais idade.

Continue acompanhando nossos artigos e tenha cada vez mais informações a respeito sobre alimentos que contêm ômega 3 dentre outras, que permitirão que sua saúde seja sempre maravilhosa.

(Visited 4 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *