Vamos conhecer um pouco sobre o Magnésio que é um mineral essencial para a vida tendo sua principal função ajudar no metabolismo de carboidratos, lipídeos, proteínas e eletrólitos, por meio da ativação de enzimas.

Temos que ter este conhecimento, pois magnésio, é necessário para todos os principais processos biológicos, inclusive o metabolismo da glicose, a produção de energia celular e a síntese de ácidos nucléicos e proteínas.

É importante também para a estabilidade elétrica das células, manutenção da integridade da membrana, contração muscular, condução nervosa e controle do tônus vascular.

A importância do magnésio em nosso organismo

O magnésio é um dos principais componentes da família dos minerais, desempenha importantes funções para o desenvolvimento do nosso corpo, principalmente em relação ao fortalecimento ósseo.

É um mineral indispensável para nossa saúde, pois consegue agir, em grandes quantidades e concentrações, nas mais diversas e distintas reações orgânicas.

O magnésio é um mineral utilizado na síntese de proteínas, no transporte de energia, contribui para o funcionamento de algumas enzimas essenciais, para o equilíbrio do cálcio, potássio e sódio, ajuda ao bom funcionamento celular, necessário para a atividade hormonal, é, portanto, um mineral cuja existência no corpo humano é essencial para o seu bom funcionamento.

Ele participa de atividades que vão desde a corrente sanguínea até os nervos e os músculos então e por isso que não podemos deixar a insuficiente dele para o bom funcionamento do nosso corpo, pois se houver a falta magnésio no corpo, uma série de sintomas podem passar a ocorrer, como: danos às artérias e ao coração (endurecimento), agitação, fraqueza, anemia, insônia, anorexia, alteração na pressão arterial e tremores musculares, entre outros

A função que mais necessita de magnésio são os ossos neles que se concentra a maior parte do magnésio do organismo, vale lembrar que também é muito importante para gerar energia às células e até contra problemas digestivos.

O magnésio contido no chá Dilu

O chá Dilu é um chá de composição de extrato de castanha do Brasil e ipê roxo, os quais são ricos em magnésio. É uma chá de origem indígena, os índios que buscaram pesquisar sobre esses dois componentes e trouxeram esta composição para ajudar o aumento de magnésio para nosso organismo.

Vamos entender melhor quais as composições do ipê roxo e castanha:

As principais propriedades do ipê roxo são: cicatrizante, adstringente, analgésico, anti-inflamatória, antitumoral, anti-sifilítica, antibactericida, antifungo, depurativa, diurético.

No extrato da entre casca é encontrada uma substância conhecida por lapachol. Essa substância tem o poder de inibir o crescimento de tumores malignos e, ao mesmo tempo, reduzir a dor. Desta forma, o ipê roxo pode ser indicado para dores musculares, artrites e artroses, tumores e alguns tipos de câncer e psoríase

Top 5 alimentos que possuem magnésio

O magnésio e encontrado em diversos alimentos, pois se houver uma alimentação balanceada e nutritiva provavelmente seu organismo não terá falta deste componente magnésio. Vamos citar cinco alimentos ricos em magnésio para seu organismo:

1 – Abacates

O abacate é uma fruta incrivelmente nutritiva e uma fonte saborosa de magnésio. Um abacate médio fornece 58 mg de magnésio, que é 15% do recomendado.

Abacates também são ricos em potássio, vitaminas do complexo B e vitamina K. E ao contrário da maioria das frutas, eles são ricos em gordura, especialmente gordura monoinsaturada saudável para o coração. Além disso, o abacate é uma excelente fonte de fibra.

Estudos têm mostrado que comer abacates pode reduzir a inflamação, melhorar os níveis de colesterol e aumentar a sensação de saciedade após as refeições.

2 – Nozes

As nozes são nutritivas e saborosas. Vários tipos são ricos em magnésio, incluindo amêndoas, castanhas de caju e castanha do Brasil.

A maioria das nozes também são uma boa fonte de fibra e gordura monoinsaturada, e tem demonstrado melhorar os níveis de açúcar e colesterol no sangue em diabéticos .

Além disso, as nozes são anti-inflamatórias, são benéficas para a saúde do coração e podem reduzir o apetite quando ingeridas como lanches.

3 – Amêndoas

As amêndoas são ricas em vitamina E, um antioxidante que mantém o sistema imunológico forte e os olhos saudáveis.

Eles também são embalados com proteína, o que ajuda a encher você e emagrecer, assim como ácidos graxos ômega-3 saudáveis ​​para o coração.

4 – Leguminosas

Legumes são uma família de plantas densas em nutrientes que incluem lentilhas, feijão, grão de bico e ervilhas.

Elas são muito ricos em muitos nutrientes diferentes, incluindo magnésio.

As leguminosas também são ricas em potássio e ferro, e são uma importante fonte de proteína para os vegetarianos.

5 – Peixes Gordurosos

Peixes são ricos em Magnésio, peixe, especialmente peixe gordo, é muito nutritivo. Muitos tipos de peixe são ricos em magnésio. Estes incluem salmão, cavala e alabote.

O peixe também é rico em potássio, selênio, vitaminas do complexo B e vários outros nutrientes.

Uma alta ingestão de peixes gordurosos tem sido associada a uma diminuição do risco de várias doenças crônicas, particularmente doenças cardíacas.

Esses benefícios foram atribuídos às altas quantidades de ácidos graxos ômega-3.

Quando houver a deficiência deste mineral no organismo pode causar sintomas como:

  • Alterações do sistema nervoso, como depressão, tremores e insônia;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Osteoporose;
  • Pressão alta;
  • Diabetes mellitus;
  • Tensão pré menstrual – TPM;
  • Insônia;
  • Cãibras;
  • Falta de apetite;
  • Sonolência;

Então fique atento se sentir sintomas como estes de cima e você não estiver cuidando da sua saúde de maneira correta. Comece agora mesmo liberar elementos necessários para suprir a falta e ter uma saúde regulada, o mais importante é manter alimentação rica em fontes do mineral.

A quantidade diária orientada de magnésio é de 350 miligramas. Porém, a suplementação de minerais como o magnésio apenas é indicada para pessoas cuja absorção de nutrientes está prejudicada, ou o consumo de fontes alimentares é insuficiente ou restrito devido a alergias alimentares. E, nesses casos, o ideal é buscar auxílio do médico ou nutricionista para que o profissional possa fazer a prescrição do mineral na quantidade adequada.

Continue acompanhando nossos conteúdos e obtenha ainda mais informações sobre o assunto.

(Visited 38 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *